Obesidade (Jiao, 2011)

Fita métrica

TÍTULO DO ESTUDO: Estudo de associação ampla do genoma identifica KCNMA1 contribuindo para a obesidade humana

RESUMO: Um risco aumentado de obesidade está associado a variantes genéticas nos genes KCNMA1 e BDNF.

DESCRIÇÃO: A obesidade é definida como excesso de gordura corporal e é o sexto fator de risco mais importante para todas as doenças em todo o mundo. A fim de compreender melhor o componente hereditário dessa característica, este estudo realizou um estudo de todo o genoma. Ao examinar 4.838 indivíduos obesos e 5.827 magros da Suécia, este estudo identificou duas novas variantes genéticas ligadas a um risco aumentado de obesidade. A variante genética mais significativa estava localizada no gene KCNMA1 – que está envolvido na contração do músculo liso e na sinalização dos neurônios. O estudo também confirmou a ligação entre a obesidade e o gene BDNF que promove a sobrevivência, o crescimento e a diferenciação dos neurônios.

VOCÊ SABIA? Você pode prevenir a obesidade em todas as fases da vida. Quanto mais tempo os bebês são amamentados, menor a probabilidade de ficarem acima do peso à medida que envelhecem. Para crianças e adultos, as formas de prevenir essa condição são bastante semelhantes: faça refeições balanceadas e saudáveis, faça exercícios regularmente (pelo menos 30 minutos para adultos e uma hora para crianças na maioria dos dias da semana) e não coma demais. [FONTE ]

RESULTADOS DE AMOSTRA: Saiba mais sobre o Nebula Research Library .

Relatório de amostra de obesidade.

VARIANTES ASSOCIADAS À OBESIDADE: rs988712, rs2116830

RECURSOS ADICIONAIS:
O neurônio
Neurociência de 2 minutos – O neurônio (Vídeo)

ATUALIZAÇÃO SEMANAL: 23 de julho de 2019