Addiction (Food) (Cornelis, 2016)

TÍTULO DO ESTUDO: Uma investigação de todo o genoma do vício em comida

RESUMO: Identificação de 2 loci genéticos correlacionados com o desenvolvimento de um vício em comida.

DESCRIÇÃO: Os alimentos, especialmente aqueles com alto teor de açúcar, gordura ou sal, podem desencadear a liberação da substância química do bem-estar conhecida como ‘serotonina’ em nossos cérebros. Embora seja um debate em andamento na comunidade científica, acredita-se que o vício em coisas como comer compartilha mecanismos com o vício em drogas. Esse vício pode envolver a compulsão alimentar e a falta de controle sobre os alimentos, colocando as pessoas afetadas em alto risco de desenvolver obesidade. Para identificar variantes genéticas que estão associadas a esse tipo de vício, este estudo examinou os genomas de 9.314 mulheres de ascendência europeia. Os pesquisadores descobriram que 2 loci estão correlacionados com o vício em certos tipos de alimentos. O primeiro locus está em um gene que desempenha um papel no metabolismo dos alimentos, e o outro estava anteriormente ligado ao desenvolvimento do cérebro. O estudo não descobriu ligações genéticas diretas com o vício em drogas.

VOCÊ SABIA? Superar o vício em comida é muito difícil. Evitar alimentos desencadeantes que você come e encontrar opções mais saudáveis pode ajudar a mediar esse vício. [ FONTE ]

RESULTADOS DE AMOSTRA: Saiba mais sobre o Nebula Research Library .

Esta imagem tem um atributo alt vazio; o nome do arquivo é Nebula-customized-results-genomics-1024x375.png

VARIANTES ASSOCIADOS AO VÍCIO: rs75038630, rs74902201

RECURSOS ADICIONAIS:
O que significa ser viciado em comida?
Paralelos entre diferentes vícios

ATUALIZAÇÃO SEMANAL: 26 de setembro de 2019